Título: Um Ano na Vida de um Gênio
Título Original: A Year in the Life of Total and Complete Genius
Autora: Stacey Matson
Ano: 2016
Páginas: 264
Editora: Geração Jovem
Sinopse: Eu, Arthur A. Bean, vou ser famoso. Não vai ser fácil, eu sei. A sétima série já está ficando em meu caminho. Meu verdadeiro amor, Kennedy, mal me nota, e a sra. Whitehead não entende meu gênio criativo. Além disso, Robbie Zack (aquele perdedor) pensa que eu roubo suas ideias, coisa que eu não faço. Não é trapaça se acontecer de você ler coisas de outra pessoa e, em seguida, ter uma explosão de inspiração. Tenho certeza de que é o que todos os escritores famosos fazem. E eu vou ser famoso. Eu só preciso ganhar o concurso de contos deste ano…
Bem-vindo a um ano na vida de Arthur A. Bean. Ele é irreverente, ultrajante… E se as ameaças de Robbie se cumprirem, ele está prestes a ter a cabeça enfiada no vaso sanitário!

*Exemplar cedido pela editora 

"Um Ano na Vida de um Gênio" conta a história de Arthur A. Bean, um garoto de 13 anos que sonha em ser um autor famoso.


A premissa do livro é bem interessante: contar a história de Arthur durante um ano através de cartas, e-mails, fragmentos do diário de leitura do garoto e entre outras coisas. O artifício adotado por Stacey Matson torna a leitura bem fluida e até mesmo interativa.


Li "Um Ano na Vida de um Gênio" bem rápido e até que gostei da obra, mas desde o início até o fim, algo me irritou profundamente: Arthur. O protagonista tem um ego enorme e em muitas vezes age de forma insuportável, menosprezando todos a sua volta. Eu até pensei que em algum momento o garoto ia mudar e aprender com seus erros, mas o livro termina e Arthur continua sendo o mesmo cara babaca e insuportável das primeiras páginas.

A salvação está nos personagens secundários. Mesmo Kennedy sendo muito alarmante e exagerada, conseguiu me conquistar. E até Robbie, que é apresentado como o "vilão" da trama", consegue cativar o leitor.


A edição da Geração Jovem está ótima. As páginas possuem uma excelente textura e a diagramação está muito linda. A revisão também está muito boa. Não me lembro de ter encontrado nenhum erro.


Em suma, "Um Ano na Vida de um Gênio" é um bom livro com um péssimo protagonista. Se você tiver paciência para aguentar Arthur nas duzentas e tantas páginas da obra, terá uma ótima experiência com ela.

Nota:




36 Comentários

  1. Oi Tony
    Não gosto quando os protagonistas não mudam ou não crescem, não pareceu que vc ficou andando em circulos? O livro parece interessante, mas este eu não pretendo ler. Adorei sua resenha.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nessa! Exatamente. Parece isso mesmo! Que bom que gostou da resenha.

      Excluir
  2. Oi, Tony.
    Gostei da resenha, mas não gostei do livro hahaha.
    Já era esperado, afinal não me parece o tipo de livro que agrade muito, pois o protagonista parece não querer agradar ninguém, nem amadurecer.
    O formato, capa e desenhos do livro são muito bonitos.
    Poderia ter uma história melhor :(
    Feliz ano novo.
    Abraços.
    Diego || Diego Morais Viana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Diego! Verdade, poderia mesmo. Obrigado e igualmente! :)

      Excluir
  3. Gostei da resenha, não gostei do protagonista, com certeza não faria desse livro uma boa leitura!

    ResponderExcluir
  4. Oi Tony! Que engraçado, sempre que eu lia a sinopse desse livro eu achava que ia gostar do Arthur e rolar uma identificação, mas agora já acho que não! Bom saber pra alinhar as expectativas rsrsrss

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi! Eu também achava isso, mas estava enganado haha

      Excluir
  5. Oi Tony,
    Um bom livro com péssimo protagonista, me lembra O Teorema Katherine kkkk
    Mas, infelizmente, não me atrai por esse livro.

    tenha um lindo final de semana.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nana! KKKK eu adorei o protagonista de O Teorema Katherine! :P

      Excluir
  6. Olá, Tony.
    Quando vi esse livro achei que fosse ser parecido com Diário de um banana, mas pelo jeito não é hehe. A edição parece está mesmo incrível, mas eu ultimamente não estou com saco para aguentar protagonistas assim não. Então acho que leria só se ganhasse o livro, por exemplo, porque comprar acho que não vou.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sil! Eu também tinha achado isso. É preciso ter certa paciência para aguentar o Arthur, viu? rs

      Excluir
  7. Oi Tony,
    Eu lembro desse livro desde aquela promoção que a editora fez, mas na época fiquei com medo de ser infantil e nem participei.
    Fiquei encantada com a edição, mas o ego do Arthur iria me incomodar bastante, rs. Vou deixar a leitura para depois...
    Beeeijo
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ale! Com certeza ia te incomodar mesmo rs

      Excluir
  8. Com certeza eu teria uma péssima experiência com esse livro! Hahah
    Beijos <3

    BLOG OCEANOS DE IDEIAS

    INSTAGRAM OCEANOS DE IDEIAS

    ResponderExcluir
  9. Oi, Tony!
    Odeio personagens com ego gigante. Acho que não seria uma boa leitura por causa disso.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção de três anos de Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  10. Oi Tony, tudo bem?

    Amei sua resenha. O livro me pareceu ser de fácil leitura, pela diagramação e conteúdo.
    Acho ótimo quando os resenhistas nos contam o que não gostou e o porquê.
    Parabéns pela resenha.
    Não sei se leria esse livro agora, mas acho que minha curiosidade acabará me vencendo.

    Abraço.
    Alana Marques
    colecionadoresdelivross.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alana! Tudo sim e contigo? Que bom que gostou da resenha. Obrigado! Se você ler o livro me conta o que achou, tá?

      Excluir
  11. Bom livro com protagonista insuportável, será que compensa, Tony? :/ Não sei contar quantas vezes já parei uma leitura por causa de personagem chato, não curto. HAHAHA Prefiro nem abrir a primeira página.
    beijos
    whoosthatgirrl.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. kkkk Aiii protagonista metidinho ninguém merece, né? A diagramaçao realmente parece estar ótima. Gostei muito das fotos...acho que leria.
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  13. Ah, eu gosto desse tipo de livro!!

    diamanteturquesa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Tony, tudo bem?
    Eu já não tenho muita paciência pra livros mais infantis, quando o protagonista é chato essa paciência some de vez. :(
    Feliz 2017 pra você, que seja cheio de alegrias!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Priih! Tudo sim e contigo? Obrigado. Para você também! :)

      Excluir
  15. Oiii

    Olha eu não me dou bem com livros de protagonistas irritantes haha
    Só se em algum momento eles se redimirem, mas já vi que não é o caso.
    Mas a parte de edição parece bem legal mesmo..

    Beijos

    ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bom? Eu não curto leituras que a gente não consegue gostar do protagonista, então acho vou passar a leitura haha Adorei a resenha <3

    Beijos
    Resenha Atual

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sarah! Tudo sim e com você? Que bom que curtiu a resenha! :)

      Excluir
  17. Fica difícil se justamente o protagonista é insuportável, ein! Uma pena, porque se não fosse isso, provavelmente a história seria bem mais cativante, já que tem uma premissa boa :/

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oii!!

    A diagramação do livro tá bem legal, gostei, pois me faz lembrar de outras boas histórias. Bom, se tu que leu já disse que é mais ou menos, imagina pra mim que li só a resenha?? hehe. Concordo que deve ser bem chatinho aguentar um personagem principal super egocêntrico durante uma longa história.

    beijos

    http://mecontanoblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir