Vocês devem ter estranhado minha ausência por aqui, não é mesmo? Então, muita coisa aconteceu e esse post é para tentar explicar tudo.

Não é surpresa para ninguém que desde o ano passado a quantidade de posts aqui do blog vinha diminuindo. Isso aconteceu devido ao fato de eu estar estudando. Mal terminei meu curso e comecei a trabalhar no IBGE, porém passei pouco tempo. Ainda assim, foi algo que comeu muito do meu tempo e para vocês terem uma noção, até hoje eu ainda venho resolvendo coisas do trabalho, mesmo tendo me desligado.

Aí tem o League of Legends, o famoso LOL. Comecei a jogar no início de Julho do ano passado e acabou que me apaixonei pelo jogo. Venho jogando muito desde então e sonho em chegar longe lá. Não sei se vocês sabem, mas o lol cada vez cresce mais e já possui até mesmo times grandes como o Flamengo e o Corinthians migrando para o jogo virtual. Quem sabe (sei que é muito difícil​, mas...) vocês não me veem em algum time disputando em campeonatos por aí? haha Ainda que para muitas pessoas sejam "apenas um joguinho", para mim é algo muito importante e que adoro fazer parte.

O ano de 2018 chegou e com ele vieram alguns baques. Passei (e ainda estou passando) por alguns problemas familiares e pessoais e isso acabou me tirando do sossego. Se não bastasse isso, levei um grande baque: perdi minhas parcerias com todas as editoras e levei não de todas as outras que tentei. Sei que isso é bobagem, mas entrei em uma crise existencial enorme e perdi a vontade de bloggar. Sempre fiz de tudo para trazer conteúdo de qualidade pra cá e esse vários nãos e perdas me fizeram achar que meu blog não é mais tão bom como antes. Posso estar enganado (espero que esteja), mas foi o que pensei.

Aí vem uma coisa boa em meio a tantas ruins: fui aprovado para Jornalismo e no segundo semestre estarei estudando na UFRN, a melhor universidade do estado. Foi algo que me pegou de surpresa e me deixou extremamente contente. Mas aí vem aquele dilema: como vou conseguir me dedicar ao blog, ao lol e ao curso? Não dá né, gente?!

Sendo resolvi dar um adeus a esse formato do blog que deu certo por tanto tempo. A partir de agora não haverá mais a certeza de ter pelo menos uns 5 posts por mês. Será algo mais esporádico e não necessariamente algo ligado a livros, filmes, música, etc. Penso em trazer coisas novas. Crônicas, textos, ou algo do tipo. Mas claro que ainda vai ter resenhas, só não vai ser algo constante.

Desde o último ano eu venho passando por muitas perdas, dando muitos pontos finais em determinadas coisas da minha vida, e por mais que às vezes o fim seja triste, ele vem me ensinado a mudar. A crescer.

Agradeço de coração a todos que me acompanharam até aqui e conto ainda com a presença e o apoio de vocês nessa nova fase do blog e da minha vida. Vocês não estarão dando tchau ao blog como um todo, mas só a uma fase dele. Se até mesmo as melhores séries se reinventam depois de tantos anos e temporadas, comigo não seria diferente, não é verdade?

PS: Aos poucos vou respondendo e retribuindo todos os comentários dos posts passados, tá bom?



Uma das primeiras coisas que fiz nesse ano foi ver a tão elogiada The Sinner, série que marca a volta da atriz Jessica Biel para as telinhas. Não deu outra: em menos de três dias eu já havia terminado de assistir a série e ficado com aquela vontade louca de fazer todo mundo ver essa maravilha.

Então o post de hoje é para isso: tentar convencer vocês a verem The Sinner. Espero conseguir.

1) É um mistério diferente de todos os outros


Nada de "quem matou?", "quem morreu?" ou "o que aconteceu?". Em The Sinner, logo no primeiro episódio, Cora assassina a sangue frio um desconhecido na praia. Sabemos quem morreu, quem matou e vimos o que aconteceu. A pergunta que fica é "Por que ela fez isso?" e acredite, você vai ficar muito curioso para tentar entender tudo.

2) É uma série curta


Só sou eu que não tenho paciência para assistir temporadas com 22 episódios? Uma das coisas que mais me atraiu em The Sinner foi seu formato: são apenas 8 episódios, cada um com uma duração que não passa de 45 minutos. Tem coisa melhor que isso?

3) Jessica Biel está maravilhosa!


É nítido o quanto a Jessica se entregou para esse papel e ver sua atuação arrebatadora é um deleite para quem curte atuações que fisgam e emocionam o espectador.

4) A trilha sonora é perfeita!


A música tem bastante importância em The Sinner. Essa de cima, por exemplo, é a responsável por fazer Cora esfaquear Frankie Belmont sete vezes. Depois de ver a cena do assassinato em questão você não vai conseguir tirar "Huggin & Kissin" da cabeça.

5) O SÉTIMO EPISÓDIO VAI TE DEIXAR SEM FÔLEGO!


A única coisa que posso dizer desse episódio é que ele me deixou tenso, aflito e sem fôlego. Quando ele acabou eu gritei e tomei um susto muito grande e fiquei tipo "PRECISO VER O PRÓXIMO", mas acabou que não pude e eu fiquei absolutamente surtado, tentando absorver tudo o que aconteceu e morrendo de curiosidade para saber o que ia acontecer. Você quer plot twist e cliffhanger, @? Nesse episódio não vai faltar.

Se meus motivos ainda não te convenceram, deixo aqui (para encerrar com chave de ouro) o trailer da série:


E aí, vão querer ver The Sinner?



Acho que Madonna dispensa apresentações, não é mesmo? Querendo ou não, todo mundo conhece a cantora e já ouviu (pelo menos uma, vai!) alguma música da cantora. Como não poderia trazer nem a metade das músicas dela, resolvi trazer apenas as que eu gosto e/ou me marcaram por algum motivo.

Solta o som aí:
















E aí, curtiram? ;)