Título: O Lago das Sanguessugas
Título Original: The Wide Window
Autor: Lemony Snicket
Ano: 2001
Páginas: 192
Editora: Seguinte
Sinopse: O misterioso autor das Desventuras em Série não só alcançou a lista de best-sellers infanto-juvenis do New York Times, como conseguiu entrar em todas as outras principais referências de vendagem americanas. Com sua estranha franqueza, na contracapa deste livro ele manda um recado a seus possíveis leitores:
Caro leitor, Se você ainda não leu nada sobre os órfãos Baudelaire, é preciso que antes mesmo de começar a primeira frase deste livro fique sabendo o seguinte: Violet, Klaus e Sunny são legais e superinteligentes, mas a vida deles, lamento dizer, está repleta de má sorte e infelicidade. Todas as histórias sobre essas três crianças são uma tristeza e uma verdadeira desgraça, e a que você tem nas mãos talvez seja a pior de todas. Se você não tem estômago para engolir uma história que inclui um furacão, uma invenção para sinalizar pedidos de socorro, sanguessugas famintas, caldo frio de pepinos, um horrendo vilão e uma boneca chamada Perfeita Fortuna, é provável que se desespere ao ler este livro. Continuarei a registrar essas histórias trágicas, pois é o que sei fazer. Cabe a você, no entanto, decidir se verdadeiramente será capaz de suportar esta história de horrores. Respeitosamente, Lemony Snicket

*Exemplar cedido pela editora

Com O Lago das Sanguessugas, começo a me preocupar com os rumos que Desventuras em Série irá seguir e mais: começo a me perguntar se vou continuar querendo ler os livros.


Acredito que toda e qualquer pessoa, em um determinado momento da vida, passe a odiar rotinas. A sensação de saber que tudo vai se repetir e ser igual no dia seguinte (e no outro e no outro e no outro...) desanima qualquer ser humano. Tal situação está acontecendo comigo e Desventuras em Série, onde (após ler o terceiro volume) tive a sensação de que tudo está se repetindo.

Me pareceu que Lemony Snicket está usando uma mesma forma para todos os livros (o que torço fortemente para que seja somente uma impressão minha). E que fórmula é essa? É bem simples: Os Baudelaire conhecem seu tutor; vivem uns (poucos) momentos agradáveis com ele; Olaf aparece para arruinar suas vidas; eles tentam desmascarará-lo o tempo todo; ninguém (principalmente o Sr. Poe) acredita; até que nas últimas páginas o Sr. Poe acredita, mas Olaf escapa.

"É comum as pessoas, quando estão infelizes, quererem fazer outras pessoas infelizes também. Mas isso nunca ajuda." - página 69 

Foi absolutamente desse mesmo jeito nos três livros que li e o pensamento de que o os próximos também serão assim me assusta. Sou uma pessoa que odeia previsibilidade e repetições, portanto não tenho a menor paciência para ler algo que será praticamente igual a outro.

Claro que a escrita debochada e pessimista de Snicket me agrada e Violet, Klaus e Sunny são uns fofos, mas não estou com vontade de os acompanhar em mais DEZ desventuras completamente parecidas com as três que já li.

"As lágrimas são uma coisa curiosa, pois, assim como os terremotos e os camelôs, podem surgir em qualquer momento, sem nenhum aviso e sem um bom motivo." - página 73

Mas/Porém/Contudo/Entretanto/Todavia, darei uma última chance para Snicket e lerei Serraria Baixo-Astral. Caso o sentimento de repetição/rotina perdure neste quarto livro, darei uma pausa na série.

Ah, peço desculpas por não ter falado nada sobre o livro nesta resenha, mas é que não tenho nada para falar. Não gosto de contar o enredo das obras que resenho e minha opinião/elogios para o livro resenhado em questão são os mesmos presentes nas resenhas de Mau Começo e A Sala dos Répteis. E antes que me perguntem, a redução da nota é devido ao fato desta repetição de fórmula ter me incomodado.


Nota:




Desventuras em Série:  

Mau Começo 
A Sala dos Répteis 
O Lago das Sanguessugas 
Serraria Baixo-Astral 
Inferno no Colégio Interno 
O Elevador Ersatz 
A Cidade Sinistra dos Corvos 
 O Hospital Hostil 
O Espetáculo Carnívoro 
O Escorregador de Gelo 
A Gruta Gorgônea 
O Penúltimo Perigo 
O Fim

20 Comentários

  1. Oi Tony, tudo bem?
    Nossa, mais de 10 livros com a mesma fórmula em uma mesma série é pra matar, hein? Super te entendo se você desanimar e desistir da leitura. :(
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Priih! Tudo sim e contigo? Sim, é pra matar mesmo! :/

      Excluir
  2. Olá, Tony.
    Não quero te desanimar não mas a série toda é assim. Exatamente por isso que acabei não gostando tanto dos livros. Ainda mais que li todos eles em duas semanas, um atrás do outro. E por isso acabei gostando mais da série da netflix.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sil! Misericórdia. Então acho que vou abandonar mesmo! :S

      Excluir
  3. Oi Tony,
    Que chato isso de usa a mesma base em todos. E são poucas páginas, te falar que achava que esses livros fossem mais grossos haha

    P.S.: Não gosto de Teorema Katherine de jeito nenhum, desista HAHAHA

    tenha uma ótima semana :D
    Nana - Canto Cultzíneo / Novo Twitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nana! Eles são bem fininhos mesmo. E sobre seu desprezo por OTK: Só lamento.

      Excluir
  4. Oi Tony!!

    Puxa, eu tenho muita vontade de ler a série, mas repetição de fórmulas em livros é um pouco cansativo mesmo, super te entendo. Espero que nos próximos livros melhore!!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi! O pior é que parece que não vai melhorar! :(

      Excluir
  5. Dessa série só li um livro e gostei muito. Poxa, que pena essa sentimento de repetiçao, isso também nao me agradaria. De mais um chance e nos conte o que achou.
    Estou te seguindo pelo GFC, se puder retribuir ficarei feliz.
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Paloma! Isso é muito chato, né? Mas vou dar uma nova chance. E vou seguir sim! ;)

      Excluir
  6. Oi Tony!
    Estou louca para ler essa série de livros.
    Eu amei tanto a série de tv, quero conhecer o Conde Olaf melhor.
    Esse fato de ser repetitivo me surpreende um pouco, sério? Talvez eu não tenha percebido porque visualmente é mais fácil do que ler, né?
    Eu estava querendo comprar o box, mas acho melhor ir com menos sede ao pote, rs.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ale! Sim, acho que talvez seja isso. Mas a série é diferente dos livros. Eles tomaram um novo rumo lá. Bem surpreendente.

      Excluir
  7. Tony! Olá.
    Essa repetição de enredo me incomoda também. Eu e Vini lemos até o 5 e tem sempre essa coisa... uma pena, porque tira um pouco a animação para TREZE livros, e eu quero muito saber o final.
    beijos
    whoosthatgirrl.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Renata! Menina, eu fiquei sabendo um negócio sobre o final e fiquei bem puto kkk

      Excluir
  8. Oi Tony, tudo bem?
    Passando pra agradecer o comentário e avisar que tem post novo: review do anime Madoka Magica. =)
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Priih! Tudo ótimo e contigo? Opa, vou lá ler! :)

      Excluir
  9. Oi, Tony

    Até meu sobrinho de 12 anos está falando que a série está repetitiva. Hahaha
    Ele está no sexto livro, então...


    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tami! Geral diz a mesma coisa kkkk que a série é repetitiva!

      Excluir
  10. Oi, Tony.
    Caramba, repetição de fórmulas em livros é, no mínimo, falta de ideias.
    Além disso, é cansativo pra quem está lendo, ainda mais por ser uma série com livros relativamente pequenos.
    Vai ver o autor achou a fórmula do sucesso hahaha.
    Abraço.
    Diego || Diego Morais Viana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Diego! Acho que foi isso mesmo, viu? rs

      Excluir