Título: A Glória e Seu Cortejo de Horrores
Autora: Fernanda Torres
Ano: 2017
Páginas: 216
Editora: Companhia das Letras
Sinopse: A glória e seu cortejo de horrores, novo romance de Fernanda Torres, acompanha as desventuras de Mario Cardoso, um ator de meia-idade, desde os dias de sucesso como astro de telenovela até o total declínio quando decide encenar uma versão de Rei Lear — e as coisas não saem exatamente como esperava. Mescla eletrizante de comédia de erros com a velha e nem sempre boa vida como ela é, o livro atravessa diversas fases da carreira de Mario (e da história recente do Brasil), suas lembranças de juventude no teatro político, a incursão pelo Cinema Novo dos anos 1960, a efervescência hippie do Verão do Desbunde, o encontro com o teatro de Tchékhov, a glória como um dos atores mais famosos de uma época em que a televisão dava as cartas no país. Um painel corrosivo de uma geração que viu sua ideia de arte sucumbir ao mercado, à superficialidade do mundo hiperconectado e à derrocada de suas ilusões.

*Exemplar cedido pela editora

Três anos após o lançamento de seu último livro, Fernanda Torres ressurge no meio literário com "A Glória e Seu Cortejo de Horrores", obra de ficção que conta a história de Mario Cardoso, um ator que teve seu momento no estrelato, mas que agora enfrenta momentos de decadência em sua carreira.


Gosto de dizer que a trama escrita por Torres é uma jornada de um (anti)herói desconstruída. Há muitos elementos do monomito, porém distribuídos de forma aleatória. Por exemplo, o livro não começa com o Mario jovem e vai contando passo a passo a sua trajetória. É o contrário. Tudo começa com o ator em sua mais recente peça, "Rei Lear", que vai muito mal das pernas. Além disso, Cardoso tem que lidar com sua mãe, Maria Amélia, que está com problemas de saúde. Intercalando com esses momentos, temos flashbacks que mostram toda a trajetória do autor. Trajetória essa que lembra e muito com a "jornada do herói".

No decorrer​ de sua jornada, Mario passa por dúvidas, descobertas, muitos perrengues e tragédias, encontra a glória, a fama, o sucesso, e claro, o cortejo de horrores que está atrelado a este último. E eu já falei das paixões e perdas? Sim, no livro também há espaço para incríveis e conturbadas histórias de amor e perdas que vão acabando cada vez mais com o protagonista. Mas como uma boa jornada do herói, Mário sempre consegue dar a volta por cima e ressurgir como uma fênix. Confesso que no final, após ter acompanhado juntinho com o personagem por tudo o que ele passou, me vi ficando emocionado com o desfecho que Fernando deu para Mário. Foi um misto de felicidade e tristeza, combinado com uma baita vontade de aplaudir. Aplausos para o livro, para a autora, para essa história tão arrebatadora e ao mesmo tempo gloriosa e claro, para o protagonista que você ama odiar. Ou seria odeia amar? É, meus caros, vocês também se verão ficando com sentimentos conflituosos quando o assunto for Mario Cardoso.

"A realidade é horrível, eu não queria mais saber dela. Covardia? Que fosse." - página 66

Mario Cardoso exala testosterona. Sabe aqueles típicos machões que pegam geral, não têm papas na língua e estão pouco se lixando para as consequências? Mario é assim. Bebe, fuma, se droga, trai, mente, machuca e faz o que der na telha. Com ares narcisista e pensando quase sempre em si mesmo, o ator tinha tudo (se existisse) para ser uma daquelas pessoas que a gente não suporta nem  olhar na cara. Mas a humanidade que a autora coloca nele é tão real, que acaba por se tornar tocante. Você vê tudo que o personagem passa e acaba se afeiçoando a ele, torcendo para que ele consiga dar a volta por cima, emplacar algum papel e encontrar a glória.

Além de ter um protagonista fascinante, o livro ganha pontos por seu teor histórico. Na trama há espaço para retratar as fases do teatro, do cinema, da televisão e da sociedade brasileira no decorrer dos anos. Então prepare-se para ver o teatro político, o Cinema Novo, o verão do desbunde e temas mais atuais como a qualidade precária do sistema carcerário do Brasil e a febre das novelas bíblicas.

"A vida separa as pessoas, como separa a gente de nós mesmos." - página 157

Sendo assim, "A Glória e Seu Cortejo de Horrores" é nada mais, nada menos, que impecável e a prova definitiva de que Fernanda Torres é uma das melhores surpresas da literatura brasileira nos últimos anos.


Nota:


26 Comentários

  1. Oi, Tony!

    Admito que esse livro não faz muito meu estilo, por isso pouco me interessou :( mas fico feliz em saber que a obra te agradou, é bacana acompanhar a evolução de pessoas famosas, ver que nem sempre foi tudo "fácil"

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol! Sim, isso é muito legal mesmo :)

      Excluir
  2. Oi Tony
    Achei a premissa do livro interessante, mas confesso que nao é o tipo de livro que eu leria. Mas adorei conhecer mais sobre a obra.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nessa! O livro é um pouco diferente mesmo. Mas que bom que curtiu conhecer!

      Excluir
  3. Oi, Tonyzinho das candongas

    Sei como você curte a Fernanda e fico contente que essa mais nova empreitada da, agora também, autora tenha te conquistado.
    Não sabia que o livro possuía essa vertente histórica cultural e achei super interessante.
    Espero que a autora siga te surpreendendo!

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tami! Aaaaaaaaaaaa eu sou muito fã da Fernanda mesmo. Também espero isso XD

      Excluir
  4. Engraçado, Tony... Se eu me deparasse com esse livro numa livraria por aí afora eu nem daria bola para ele. Porém, sua resenha me fez ficar atenta e ver que nem tudo é o que parece rs.

    Abraços,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Naty! Acho que é por causa da capa, né? Ela não é muito atraente rs

      Excluir
  5. Oi Tony, tudo bem?
    Já tinha visto esse livro, mas não havia me interessado. Mas pela sua resenha talvez eu dê uma chance
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Felipe! Tudo sim e contigo? Pô, dê uma chance mesmo.

      Excluir
  6. Olá, Tony! Como vai?
    Eu nunca tinha ouvido falar nem da autora, nem do livro. Não é um daqueles que eu compraria pela capa, sabe? Mas talvez seja uma leitura que me agrade e bastante. Pela resenha, acho que até da pra dar uma chance pra ele, haha!

    Beijinho!
    www.controversos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol! Sei sim, também não curti muito a capa. Dá sim, menina! rs

      Excluir
  7. Oi Tony, tudo bem?
    Tinha visto esse lançamento no perfil da editora, mas nem tinha visto sobre o que trata. Gostei da sua resenha, me deixou com vontade de ler esse livro!

    bjs

    Say My Book

    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Denise! Tudo sim e contigo? Que bom que gostou da resenha. Fico feliz em saber disso! :)

      Excluir
  8. Oi Tony,
    Adorei saber mais do livro da Fernanda, nem imaginava toda essa abordagem.
    Gostei da questão do anti-herói e do fato de renascer dos problemas. Acho que tem cara de que será adaptado em breve. Adorei a resenha.

    P.S.: Também não falo onde baixo-vejo nada, medo de ser stalkeada pelos cops kkkkkkkk

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nana! Tomara que seja adaptado mesmo.

      Temos que ser discretos, né? KKKKK

      Excluir
  9. Oi Tony,
    Ixi, confesso que esse livro não me chama muito a atenção.
    Não sou uma fã da Fernanda, rs.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ale! Poxa :( Não sabe o que tá perdendo rs

      Excluir
  10. Oi Tony!! Eu estava bem curiosa pra saber sobre esse livro, nao tinha visto ninguém falando ainda dele! Foge um tanto do que ando lendo e por isso mesmo vai ser bem interessante a leitura!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi! É bom sair da zona de conforto, né? E esse livro com certeza vai fazer isso contigo.

      Excluir
  11. Hey!
    Não conhecia esse livro acredita?
    parece ser bom mesmo! depois vou pesquisar mais sobre ele :D Sucesso com o blog <3
    Beijos https://strangerboy01.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o livro é relativamente novo e um pouco desconhecido. Obrigado ❤

      Excluir
  12. Oi Tony,
    Acho incrível quando o autor consegue criar um personagem cheio de falhas e que teria tudo para ser detestável, mas que acaba cativando o leitor.
    Ahh, e tua empolgação com o livro é palpável rsrs.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ale! Também acho isso incrível. Não consegui me conter rs

      Excluir
  13. Ola,
    Eu gosto muito do trabalho da Fernanda como atriz, mas nunca li nada dela como escritora ainda, mas tenho uma curiosidade ENOOOOOOORME de ler as obras dela, vou ver se consigo ler algo o mais rápido possível, por que a cada resenha como a sua, a vontade de ler só aumenta.
    xoxo

    Planeta 94

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ozzy! Veja mesmo. Acho que você vai amar os livros dela! :)

      Excluir