Título: A Tempestade
Autora: Manuela Titoto
Ano: 2016
Páginas: 258
Editora: Novas Páginas
Sinopse: Numa das costumeiras pescarias com o seu pai, no reservatório Bellamy, a jovem Margot é raptada. Ela acorda, mas ainda se vê dentro de um pesadelo que invoca os medos mais primitivos e viscerais do ser humano: está aprisionada dentro de um caixão fechado. O serial killer que agia dessa maneira já era bem conhecido nos jornais norte-americanos como Irony Joe, e Margot parece ser a sua mais nova vítima.Após sua fuga, Margot e seu pai começam a receber e-mails ameaçadores. Por segurança, ela tem que deixar o país. Na cidade de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, Margot passa a morar com a mãe. A partir de então, a jovem precisa lidar com uma nova vida, que significa ter outro nome e um colégio bem diferente do que estava acostumada.O único problema é que o passado de Margot parece não querer se distanciar tanto assim do seu futuro.

*E-book cedido pela editora

Esse cara é insano.

Acho que insano é a melhor palavra para classificar Irony Joe. Certo, vocês ainda não sabem de quem eu estou falando. Primeiro, permitam-me me apresentar: desta vez não é o Tony que vai indicar algo para vocês, mas um amigo dele, Alfrêdo. Eu recebi o e-book de A Tempestade em troca de uma resenha honesta do livro e, depois de ter finalizado a leitura, sinto-me na obrigação moral de convencê-los a ler esse livro. Vamos lá.

Para quem não sabe sobre o que a história se trata, A Tempestade é protagonizado por Margot, uma adolescente normal que é raptada e se encontra presa a um pesadelo que não parece ter fim: está aprisionada dentro um caixão fechado. Nessas circunstâncias, a polícia já sabe o responsável: Irony Joe, um serial killer que costuma agir dessa maneira com suas vítimas. Insano, como eu disse. Acontece que a garota é a primeira vítima a conseguir fugir dele e a vida dela muda completamente a partir desse dia. Agora, ela precisa achar um local mais seguro e tentar apagar esse trauma de sua vida. O maior problema é que isso só traz mais complicações (afinal, essa não vai ser a última vez que ela ficará presa num caixão...) e o seu passado se mostra cada vez mais perturbador.

Não sei vocês, mas eu já fui convencido a ler A Tempestade só ao saber dessa história. Para aqueles mais difíceis de convencer, aqui vão quatro motivos para lê-lo:

1. VICIANTE


Já nos primeiros capítulos, eu me peguei vidrado com essa história. O trauma que a personagem sofreu a acompanha durante todo o livro e eu diria que essa é a razão pela qual é quase impossível de largar A Tempestade. A Margot tem pesadelos e aparentemente alucinações, isso acaba fazendo com que você entre na cabeça dela e fique tão tenso quanto para que esse episódio tenha um fim. Além disso, o livro mantém o ritmo, sem ter momentos maçantes ou com enrolações. Quando você acha que a narrativa vai ser deixada de lado, uma bomba vem e tudo o que você consegue pensar é "ALGUÉM ME DIZ O QUE ESTÁ ACONTECENDO???? EU PRECISO DE RESPOSTAS!!" 

2. PERSONAGEM REAL

A Margot não tem poderes, não tem uma família perfeita e se sente insegura com a mudança drástica em sua vida. Pessoalmente, não me identifiquei com ela (até porque sua realidade é, felizmente, bem diferente da minha), mas consegui entender suas motivações. Manuela Titoto construiu uma ótima personagem, insegura, devido às circunstâncias que está inserida, mas que não faz mimimi. Havia momentos no livro em que eu sentia como se fosse um amigo dela e isso ajudou muito a torcer por ela e me envolver com a situação.

3. BEM ESCRITO

Eu odeio quando estou lendo um livro e percebo "oscilações" na escrita, como se o autor tivesse dado mais importância a uma cena do que a outra. Isso não acontece em A Tempestade. Nos primeiros capítulos, achei estranha a formalidade da personagem: ela falava tudo muito certo e usava palavras incomuns no nosso dia a dia. Com o decorrer da história, percebi que essa era a intenção. A Margot sabe falar português, apesar de ter vivido sua vida inteira nos Estados Unidos, então ela não teria como estar acostumada com gírias ou com a informalidade da língua. Muito bem pensado.

(Para deixar registrado: os amigos que ela faz aqui no Brasil não falam do mesmo jeito dela, logo, isso realmente foi para mostrar o processo de adaptação dela.)

4. É NACIONAL

Tem coisa melhor do que ler um bom livro nacional? É sempre mais difícil para autores do nosso país conseguir publicar um livro (por motivos, desde a desvalorização até a dificuldade para conseguir uma editora), então ver alguém que conseguiu e fez um bom trabalho é maravilhoso! Eu espero que vocês apoiem essa história e comprem o ebook na Amazon, prometo que não irão se arrepender!

(Manuela Titoto, mais uma vez, meus parabéns pelo livro. Mal posso esperar para ler outra obra sua!)


Por fim, agradeço a atenção de vocês e o espaço que o Tony reservou no blog para que essa lista de motivos fosse postada. Até a próxima, pessoal!


22 Comentários

  1. Oi Alfrêdo.

    Sim, você me convenceu hahaha
    Muito boa sua resenha e seus argumentos, parabéns.
    Fiquei com muita vontade de ler.

    Beijos.
    Alana Marques
    colecionadoresdelivross.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alana! Hahahaha obrigado! Espero que você goste do livro <3

      Excluir
  2. Já quero e quero muito!
    Eu amo nacionais e nacionais dos mais diferentes estilos, então fico super feliz por ver suspense entre as criações dos autores daqui.
    O enredo me fisgou! Adoro thrillers.
    Então, com certeza vou ler.

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com
    www.livrosdateca.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Teca! Os autores brasileiros são maravilhosos mesmo <3. Espero que curta a leitura!

      Excluir
  3. Alfrêdo,
    Muito obrigada! Fiquei muito feliz que curtiu a leitura, é a maior alegria de quem escreve.
    Com carinho,

    Manu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Manu!! Mal posso esperar pelo seu próximo livro <3 parabéns pela história!

      Excluir
  4. Oi, Tony, Alfredo.
    Caramba, fiquei interessado já pela sinopse.
    É o tipo de livro que eu gosto muito de ler, com suspense e ação.
    Por ser nacional, eu ainda dou mais valor.
    Seus motivos fizeram com que eu me interessasse mais ainda.
    Abraço.
    Diego || Diego Morais Viana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Diego! Acho que você vai adorar A Tempestade, então. Me conta se ler!

      Abraço!

      Excluir
  5. Olá, Alfredo.
    Se já não tivesse lido e amado esse livro, você teria me convencido hehe. Ele é muito bom mesmo. Eu achei que fosse gostar por causa da sinopse, mas acabei foi amando.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sil! A Tempestade é maravilhoso mesmo, né? Me surpreendi também!

      Excluir
  6. Olá,
    Nossa eu adoro livros do gênero, já fiquei super curiosa aqui.
    Espero ler em breve e já até mandei uma amostra da Amazon para o Kindle haha
    Sucesso para a autora.

    tenha um ótimo final de semana =D
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você ler a amostra, vai precisar urgentemente do livro hahaha. Espero que curta <3

      Abraço!

      Excluir
  7. Oi Alfredo!
    Vc escreve muito bem? Adorei o post!
    N conhecia o livro, fiquei bem curiosa ;)
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol! Muito obrigado <3 Dá uma chance, é ótimo!

      Abraço

      Excluir
  8. Oi Alfredo,
    Parece ser um livro tão intenso... Forte.
    Estou tentando me adaptar ao gênero e pelo visto essa é uma obra que merece ser lida.
    Fiquei interessada.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alê! Acho que A Tempestade é um ótimo livro para começar a ler suspense/thriller, espero q curta. Abraço!

      Excluir
  9. Oi Alfredo!
    Dá agonia só de imaginar essa situação. O livro parece ser viciante mesmo. E que ótimo que a autora soube contar a história direitinho do início ao fim. É péssimo quando percebemos essa "oscilação" que você falou. O pior nem é quando acontece de uma cena para a outra, mas quando o começo do livro é ótimo e depois não mantém o padrão.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mariana! Dá mesmo!! Eu ficava nervoso só de ler as descrições, torcia para que acabasse logo. Eu já vi muito isso do começo do livro ser ótimo e não manter o padrão, me decepciona bastante :(

      Abraço!

      Excluir
  10. Olá, Alfredo! Tudo bem?
    Não tinha conhecimento sobre a obra, mas fiquei super curioso ao lê sua resenha. Me convenceu e muito, fiquei curioso para me deparar com essa escrita que pelo que disse é bem viciante. Muito bacana vê autores nacionais ganhando mais evidência no mercado, eu adoro suspenses, quero muito conferir e vê se minha opinião vai se assemelhar a sua.

    Até mais. https://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Renato! Aaaaah, espero que você leia logo, quero saber o q vc vai achar!

      Abraço.

      Excluir
  11. Oi Alfredo! essa história de caixão me deixou com medo kkkkkkk Margot parece ser uma excelente personagem e adorei a sinopse. Vc super nos convence a quer ler <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi! Hahahaha o livro não dá tanto medo, mas é bem tenso. Abraço!

      Excluir